Home / Notícias / Na posse do comando regional, Chediek propõe diálogo sobre modelos de policiamento

Na posse do comando regional, Chediek propõe diálogo sobre modelos de policiamento

A região tem um novo comandante de policiamento militar. A troca envolve dois amigos e moradores de Araraquara: o coronel José Roberto Malaspina deixa o cargo e vai para a reserva. No seu lugar, assume o coronel Humberto Gouvêa Figueiredo com a missão de administrar 93 cidades, entre elas, Araraquara. A solenidade de posse com uma série de autoridades militares e políticas foi nesta segunda-feira, na sede do Comando de Policiamento do Interior (CPI-3), em Ribeirão Preto.
O presidente da Câmara, vereador Elias Chediek (PMDB), representou o Poder Legislativo e já iniciou a conversa com o novo comandante sobre quais propostas podem ser adotadas para garantir a segurança pública e a redução de crimes. “Além de representar a Câmara, a nossa presença também inicia um primeiro diálogo de melhorias, seja no efetivo ou em outros temas. O Legislativo está sempre de portas abertas, inclusive, é palco da prestação de contas da PM mostrando a incidência criminal.”
Para o novo comandante, assumir o CPI-3 é um sonho realizado de um trabalho que começa pensando além do quadro de policiais. “A transparência, a segmentação da filosofia de polícia comunitária, a priorização da atividade de policiamento, a excelência na gestão e o fortalecimento político e institucional da PM na região são os cinco eixos estratégicos que nortearão o comando. Queremos nos aproximar da comunidade e ter uma relação de verdade, enfrentando os problemas sempre que eles aparecerem”, diz Figueiredo.
A transição, segundo Malaspina, ocorreu de forma tranquila e planejada nas últimas semanas. “Nos reunimos para passar as particularidades da região e acredito que o Figueiredo irá fazer um ótimo trabalho”. Essa também é a opinião do comandante geral da PM no Estado, coronel Ricardo Gambaroni. “O Figueiredo é da região, está voltando com muita energia e está chegando para somar.”