Home / Notícias / Câmara concede título de Cidadão Benemérito ao radialista Elídio Pinheiro

Câmara concede título de Cidadão Benemérito ao radialista Elídio Pinheiro

Indicação do vereador Tenente Santana, homenagem foi realizada na noite de sexta-feira no plenário da Câmara

Em solenidade realizada no plenário da Câmara na noite de sexta-feira, dia 4 de dezembro, o Legislativo prestou homenagem ao radialista Elídio Pinheiro, conhecido como o “rouxinol de Silvânia”. Ele recebeu o título de Cidadão Benemérito por indicação do vereador licenciado Tenente Santana (PSDB), secretário municipal da Segurança Pública.
A sessão foi conduzida pelo vereador Pastor Raimundo Bezerra (PRB). A mesa principal contou ainda com a presença do homenageado e sua esposa Leda Silveira, além do vereador Ricardo Capparelli (PSD).
Santana ressaltou que a concessão da honraria foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares da Casa. “Cidadão Benemérito é aquele que, pelos serviços prestados, é digno desse prêmio. Esse é você!”, acrescentou.
Bezerra destacou seu talento como comunicador. “Não é uma tarefa fácil conquistar as pessoas pela alma. E você consegue isso com seu programa de rádio, você tem essa dádiva dentro de você, pois não é todo comunicador que consegue isso”,  completou. Prestigiaram a cerimônia parentes e amigos do homenageado. O vídeo completo da solenidade pode ser visto na programação da TV Câmara, no Canal 17 da NET digital e no site da Câmara (http://www.camara-arq.sp.gov.br/site).
Elídio Pinheiro

Nascido no dia 06 de setembro de 1949 no Distrito de Silvânia, Elídio Pinheiro é filho de Pedro Pinheiro e de Dona Virgínia. Quando criança vinha de trem para Araraquara estudar. Fez o ginasial no Antônio Pedro Monteiro da Silva, 2º grau e contabilidade no Colégio Progresso e direito na Fefiara, hoje Uniara. Tinha um objetivo: ser cantor. Antes, em 1968, criou o escritório Pinheiro de contabilidade. Pai de Fernanda, Michele, Larissa e Eliana, Elídio começou a realizar seu sonho 1971, quando se tornou vocalista do conjunto Flash, formado por 4 amigos.
Cantou em vários outros conjuntos musicais de baile, inclusive animando o carnaval de diversos clubes de Araraquara e região. Um de seus maiores orgulhos é ter mantido por 26 anos o Bailão da Ferroviária, voltado ao público mais simples, mas sempre com grandes atrações. Além dele, que comandava a festa, o evento recebeu nomes como Antônio Marcos, Mário Zan, entre outros. O sucesso prosseguiu até 2008, quando foi construída a Arena da Fonte.Outro projeto voltado ao grande público foi o Bailão do Tio Eli, que por anos foi ponto de encontro na cidade sempre com grandes nomes da música sertaneja da época, do naipe de Roberta Miranda e Leandro e Leonardo.
O rádio é um capítulo à parte em sua história. Começou com o programa Mistura Musical nas noites da Rádio Cultura em 1989. Em 2007 transferiu-se para a Rádio Brasil FM, hoje VIP FM, apresentando o mesmo programa à noite. Na VIP, apresenta ainda o programa Seja Feliz na hora do almoço. Ao todo, são 25 anos de profissão.Elídio continua cantando até hoje.  Seu primeiro disco foi gravado em 1986, sob a direção de Mário Zan, ao lado do parceiro Francisco do Nascimento, com o nome de Breno e Bruno. Ele era o Breno e fazia a segunda voz da dupla.
Mais dois discos foram lançados em todo o Brasil, o que gerou muitos shows e apresentações em programa de TV, como Bolinha, Inezita Barroso, Raul Gil e outros.

IMG_9691