Home / Cultura / Exposição na Câmara Municipal destaca “As Mulheres na Política”

Exposição na Câmara Municipal destaca “As Mulheres na Política”

A Câmara Municipal de Araraquara, em seu espaço reservado a manifestações artísticas, está homenageando as mulheres no mês dedicado a elas, com uma exposição de fotos.

É a exposição “Mulheres na Política”, que tem por objetivo reunir as mulheres que fizeram parte do poder legislativo araraquarense e as principais mulheres que marcaram sua passagem no cenário político em nosso país ao longo dos anos.
A organizações da exposição é do Memorial da Câmara, sob a responsabilidade da Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Araraquara.
Várias mulheres participaram do ato de abertura da mostra, entre elas, as vereadoras Gabriela Palombo (PT) e Edna Martins (PSDB), e falaram da luta das mulheres de uma forma geral e daquelas que arregaçaram as mangas e ocuparam seus lugares na política. Segundo Gabriela, essa data é marcada por histórias de muita dor, mas também de força e de garra. E destacou a importância de “relembrar e homenagear algumas pessoas que fizeram a diferença e buscaram sempre o melhor da representação das mulheres”.
A exposição retrata todas as mulheres que já ocuparam uma cadeira no legislativo de Araraquara: Deodata do Amaral, Olinda Othon Montanari, Vera Botta, Helenita Turci, Márcia Lia, Geani Trevisoli – e as atuais vereadoras – Edna Martins, Juliana Damus e Gabriela Palombo, além de a 1ª mulher eleitora, a 1ª prefeita, 1ª deputada federal, estadual, a 1ª mulher presidente, por exemplo.

“Nós avançamos no espaço da política, não por acaso, muito pouco”, disse Edna, lembrando que esse ainda é um dos espaços mais machistas de nossa sociedade. Lembrou ainda, a estatística “medonha” da violência contra as mulheres e que “não é possível que as autoridades não enxerguem as pessoas por trás desses números”.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Elias Chediek (PMDB), parabenizou as mulheres presentes e completou afirmando que não precisaríamos de tantas datas para lembrar que temos que agir com racionalidade e com o coração e que temos que “criar políticas públicas para acolher a mulher, como temos feito”. A abertura da Exposição “Mulheres na Política” contou também com as presenças dos vereadores Rodrigo Buchechinha (SD), William Affonso (PDT), Jair Martineli (PMDB), Farmacêutico Jéferson Yashuda (PSDB), João Farias (PRB), Édio Lopes e Donizete Simioni (PT), além da Presidente do Conselho Municipal de Defesa das Mulheres, Regina Chediek e Geani Trevisoli, Coordenadora Executiva de Planejamento e Gestão Governamental.

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Para muitos a escolha de 8 de março como o Dia Internacional da Mulher remete a 1911, e o estopim seria um incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas lutando por melhores salários e condições de trabalho. Porém, o primeiro Dia da Mulher foi celebrado em maio de 1908 e no ano seguinte, o Partido Socialista dos EUA oficializou a data como sendo 28 de fevereiro. Mas foi em 8 de março de 1917, na Rússia, quando cerca de 90 mil operárias manifestaram-se contra o Czar Nicolau II, contra as más condições de trabalho, a fome e a participação russa na guerra – em um protesto conhecido como “Pão e Paz” – que a data se consagrou, embora tenha sido oficializada como Dia Internacional da Mulher, apenas em 1921.