Home / Notícias / Jorge Okada entrega aos vereadores árvore feita em origami para homenagear os 200 anos de Araraquara

Jorge Okada entrega aos vereadores árvore feita em origami para homenagear os 200 anos de Araraquara

O matemático araraquarense Jorge Okada e sua esposa Maria visitaram a Câmara Municipal nessa segunda-feira (06) para entregar aos vereadores mais um trabalho artesanal feito por ele em origami para homenagear os 200 anos de Araraquara. O casal foi recebido pelo presidente Jéferson Yashuda Farmacêutico (PSDB) e pelo vereador Elias Chediek (PMDB).

O origami é uma arte de dobradura com papel. “É mais um presente para a minha terra natal neste final de ano do bicentenário de Araraquara”, disse Okada que em agosto último, mês do aniversário da cidade, produziu girassóis em origami que foram expostos no Espaço Cultural da Câmara integrando o projeto cultural “Araraquara: o recontar do seu existir”, organizado pela Academia Araraquarense de Letras.

Desta vez, Okada fez pequenas árvores com o tema natalino, com um pequeno girassol no topo. O girassol remete ao sol, símbolo de Araraquara. Cada girassol tem 20 pétalas, e cada pétala representa uma década. A pétala tem o formato de um “A” (Araraquara) e duas formam um “M” (Morada do Sol), lembrando também a estrutura do Ginásio de Esportes “Castelo Branco”, o “Gigantão”.

As dobraduras do corpo da árvore formam um “A”, de Araraquara. E na base encaixa-se uma sequência de tsuru, ave sagrada e popular do Japão, que simboliza a felicidade.  “As aves em azul e branco (cores da bandeira de Araraquara) estão encaixadas alternadamente em sentidos contrários de vôo, representando o equilíbrio das forças opostas (Yn Yang)”, explica.  Já o corpo da árvore representa uma oca (morada). Geometria e história se mesclam nos origamis de Okada.

Okada viveu em Araraquara até os 20 anos de idade, e acalentava o desejo de homenagear sua terra natal havia tempo. Ele estudou no Parque Infantil e também fez o curso de Agrimensura nas Faculdades Logatti.  Já em São Paulo, formou-se em Matemática pela Universidade Mackenzie. Atualmente, ele e a esposa Maria residem em São Carlos.

“É uma iniciativa artística inovadora, um trabalho é minucioso. Agradeço mais uma vez ao Senhor Okada por essa homenagem significativa. É uma honra recebê-lo e à sua esposa, dona Maria”, disse Yashuda. Dona Maria disse aos vereadores que o trabalho de seu marido Jorge é feito com muito carinho. “É como o amor, não tem preço”, finalizou.