Home / Notícias / Renomado especialista em joias fala sobre o ramo, no Centro de Moda da Uniara

Renomado especialista em joias fala sobre o ramo, no Centro de Moda da Uniara

Palestra de Rafael Lupo Medina foi realizada nesta terça-feira, dia 25

O araraquarense e renomado especialista em joias, que reside há mais de vinte anos em Paris, na França, e trabalha na Maison Cartier, Rafael Lupo Medina, falou sobre joias encontradas em Golconda, na Índia, sobre como escolher diamantes e as diferenças entre trabalhar com joias únicas e em série, em sua palestra “As joias de Golconda”, ministrada nesta terça-feira, dia 25 de outubro, no Centro de Moda da Universidade de Araraquara – Uniara. A atividade foi promovida pelo curso de Design de Moda da instituição.

“Em Golconda, foram encontrados diamantes incríveis e coloridos – verdes, azuis, cor-de-rosas e brancos”, destaca Medina, pela importância da região no setor.

Em relação à pedra única e peças em série, ele aponta que “aquelas feitas em série podem ser encontradas outras iguais com mais facilidade para serem trabalhadas”. “Quanto às peças únicas, uma vez que você tem apenas uma, o desenho será criado em torno dela. Não adianta desenhar um par de brincos com duas pedras coloridas, por exemplo, porque você não sabe quando irá encontrá-las na natureza”, explica.

Para quem pretende ingressar no ramo, ele recomenda, primeiramente, que a pessoa tenha bastantes ideias criativas e talento para desenhar. “A oportunidade também pode surgir por meio de alguma empresa que esteja procurando um profissional, ou a própria pessoa pode criar sua coleção, embora isso seja mais difícil. Afinal, trata-se de um investimento muito alto para lidar com joias”, comenta.

Aos que optarem pelo primeiro caminho, Medina aconselha: “Se forem trabalhar para uma empresa, as pedras não são suas e, portanto, é necessária a criatividade para fazer desenhos. Cada empresa já tem sua marca registrada. Assim, as pessoas que desenham precisam ‘absorver o DNA’ da companhia para não mudar seu estilo”, ressalta.

 Joias no Brasil

“No país, temos como matéria-prima todas as pedras, menos rubis e safiras. Então, é graças ao Brasil que todas as marcas nacionais e estrangeiras podem criar e utilizar esse material. As joias são encontradas, sobretudo, no estado de Minas Gerais, em maiores quantidade e variedade; há também na Bahia, em Goiás, na Paraíba e, no Piauí, são encontradas opalas”, comenta Medina.