Home / Turismo / Turismo Rural estrutura cadeia produtiva em Araraquara

Turismo Rural estrutura cadeia produtiva em Araraquara

Programa do Senar com seis anos certifica 120 alunos em oito turmas com ensino de formação profissional para promoção social rural de trabalhadores e pequenos produtores rurais da agricultura familiar

Em Araraquara, desde 2011 o curso de Turismo Rural do Senar já capacitou cerca de 120 alunos em oito turmas, que inclui os assentamentos rurais no município, Horto de Bueno de Andrada e Monte Alegre e no Bela Vista do Chibarro. O curso é aberto a quem possa interessar através de palestras de sensibilização e tem 248 horas de duração divididas em aulas de oito horas e o curso disponibiliza material didático com apostilas encadernadas e oferece alimentação, o programa de capacitação é totalmente gratuito. Os participantes recebem certificado de capacitação para iniciar a atividade de Turismo Rural. O trabalho de conclusão do curso com duração de dez meses apresenta um ‘Almanaque Cultural’ que registra potenciais atrativos turísticos no meio rural que possibilita desenvolver diversas atividades correlacionadas ao setor de Turismo para se transformarem em negócios no campo, com orientação de Ângela Nigro, bacharel em Turismo e instrutora de cursos de capacitação do Senar. Em 2016 se formaram duas turmas.

Com a coordenação regional de Mário Porto, o SENAR-AR/SP – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Araraquara, sem fins lucrativos, criado em 23 de dezembro de 1991 pela Lei n° 8.315 foi regulamentado em 10 de junho de 1992, teve a administração regional do Estado de São Paulo criada em 21 de maio de 1993 e instalado no mesmo prédio do Sindicato Rural de Araraquara, da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo – FAESP com o objetivo de organizar, administrar e executar o ensino da formação profissional e da promoção social rural dos trabalhadores e pequenos produtores que atuam na produção primária de origem animal e vegetal, na agroindústria, no extrativismo, no apoio e na prestação de serviços rurais. Atendendo a um de seus principais objetivos, que é o de elevar o nível técnico, social e econômico do Homem do Campo e, consequentemente, a melhoria das suas condições de vida, o Senar elaborou o curso de capacitação em Turismo Rural com o objetivo de proporcionar a esse público, um aprendizado simples e objetivo das práticas agro-silvo-pastoris e do uso correto das tecnologias mais apropriadas para o aumento da sua produção e produtividade.

Presidido por um de seus fundadores, Nicolau de Souza Freitas, o Sindicato Rural de Araraquara disponibiliza todo o suporte operacional para atender as demandas de cursos de capacitação oferecidos pelo Senar Araraquara, mantido através da gestão regional das contribuições para a Seguridade Social pela classe patronal rural, pessoa física ou jurídica e por aqueles que comercializam a produção rural. A contribuição previdenciária da receita decorrente de exportação também é devida ao Serviço Nacional de Aprendizagem Rural e assim as receitas públicas advindas dessas contribuições se revertem em prol das finalidades estatutárias da entidade com governança da Faesp pelo presidente Fábio Meirelles.

Turismo no Espaço Rural

Até junho de 2018, a regional de Araraquara terá oito municípios interligados com o objetivo de formatar roteiros turísticos no meio rural. Estão contemplados nesta oportunidade para agrupamento, trabalhadores e pequenos produtores rurais interessados em empreender negócio turístico no campo nos municípios circunvizinhos de Araraquara, Américo Brasiliense, Boa Esperança do Sul, Matão, Motuca, Rincão, Santa Lúcia e Trabiju. O Senar com apoio do Sindicato Rural de Araraquara, em parceria com órgãos públicos e prefeituras, Fundação Itesp – Instituto de Terras do Estado de São Paulo, Secretaria Estadual da Agricultura e Abastecimento – Cati, Grupo Pé Vermelho do Assentamento Bela Vista do Chibarro e a ABATur – Associação de Bueno de Andrada para Cultura e Turismo Rural, dentre as entidades representativas e instituições que formam a cadeia produtiva do Turismo, de fato se organizam para a implantação de empreendimentos turísticos na região, através do Programa Turismo no Espaço Rural do Sebrae, que está disponibilizando consultoria técnica com a missão de potencializar produtos e serviços turísticos profissionais e de qualidade a serem integrados aos circuitos e rotas do Turismo paulista.

“O Turismo Rural no Brasil comemora 30 anos em 2016, recentemente passou a ser regulamentado pela legislação do trabalho rural por meio da Lei Federal n° 13.171 de 2015. A Lei deverá contribuir para a formalização de empreendimentos turísticos no meio rural e para o surgimento de novos serviços. Até então a exploração dessa atividade gerava a informalidade e agora os pequenos produtores rurais terão a oportunidade de se regularizarem como atividade agroeconômica. O meio rural propicia o desenvolvimento de diversas modalidades turísticas e Araraquara tem vocação para o Turismo Rural, de Aventura, Ecológico e Educacional-pedagógico”, informa, Théo Bratfisch, presidente da ABATur e conselheiro da diretoria da AMITur – Associação Brasileira dos Municípios de Interesse Cultural e Turístico.